Criofrequência

O que é Criofrequência?

Desenvolvido pelo departamento Médico da BODY HEALTH, a CRIOFREQUÊNCIA©, é a terapia ideal e única que age através da sinergia do frio até -10 graus e 1.050 watts de onda eletromagnética. O frio é condutivo (age de fora para dentro) e é controlado pela energia de ondas eletromagnéticas Radiofrequência Multipolar de 650 w e Monopolar de 400w, somadas 1.050 watts de potência.

 

O encontro das duas temperaturas além de garantir a segurança do cliente, produz milhões de choques térmicos aos tecidos, gerando um terceiro efeito fisiológico, desestabilizando o metabolismo local.

Como funciona para o combate a gordura localizada?

O procedimento produz o seguinte efeito fisiológico: a gordura de reserva dentro da célula adiposa, diante dos choques térmicos e do calor provocado pela Radiofrequência interna, “quebra-se”, passando de Triglicerídeos para Ácidos Graxos e Gliceróis, processo este conhecido como Lipólise. A célula adiposa então “expulsa” a gordura, sendo que esta é “consumida” pelo corpo como fonte de energia para queima calórica, podendo ser em uma atividade física, ou em uma dieta restritiva de carboidratos e gorduras. E esse efeito para gordura é progressivo porque também causa apoptose.

Resultados:

Com a Criofrequência temos o resultado imediato, tanto no sentido de Lifting instantâneo quanto na redução de medida, provando mais uma vez o porquê esta nova tecnologia têm ganhado cada vez mais espaço no mercado: Credibilidade, Qualidade, Segurança, Alta Tecnologia e o mais importante, Resultados duradouros!

Indicações:

Indicada para as pessoas que desejam eliminar gordura localizada, tratar flacidez facial, flacidez corporal, envelhecimento de pele e celulite. Normalmente o procedimento é eficaz para o tratamento destas necessidades simultaneamente.

Contraindicações:

  • Marcapasso: Qualquer onda eletromagnética ou ultrassônica pode interferir no seu funcionamento, o que pode levar à desestabilizar os batimentos cardíacos;
  • Câncer: Pacientes com histórico de câncer só podem realizar a Criofrequência após decorridos 5 anos da finalização do tratamento, mediante liberação médica, pois alguns casos de câncer tem alta possibilidade de recidiva e a emissão de ondas eletromagnéticas podem influenciar negativamente;
  • Implantes de metal e/ou silicone na zona a ser tratada: para segurança do paciente a Criofrequência não é aplicada diretamente nas áreas onde há os implantes pois os mesmos podem aquecer ou se movimentar com a onda eletromagnética;
  • Uso de corticoides: O uso desses medicamentos está ligado à doenças imunossupressoras, que também são contra indicações de tratamento. Ao usar corticoides o paciente deve aguardar, no mínimo 7 dias, pois seu poder anti-inflamatório “corta” o efeito da Criofrequência, assim, o paciente não perceberá os resultados;
  • Dermatite: a utilização da Criofrequência ou de qualquer outra eletroterapia pode agravar inflamações/infecções de pele;
  • Epilepsia: esses pacientes podem ter crises estimuladas através de tratamentos que geram aquecimento ou luz;
  • Grávidas e lactantes: Por segurança o tratamento não é indicado para essas pacientes, pois as ondas eletromagnéticas ou ultrassônicas podem influenciar na lactação dou desenvolvimento do bebê. Não há comprovação dessa influência, pois estudos nesse sentido não são permitidos.
Rolar para cima